Tel/Fax (67) 3255-3462
Rua Clóvis Cintra, 711 - Formoso, Bonito - MS

FUNDAÇÃO NEOTRÓPICA PARTICIPA DA SEMANA DIGITAL DE MEIO AMBIENTE - SEDIMA 2020

Por Fundação Neotrópica
01/06/2020 · Noticias

Logo mais, às 15h30, Rodolfo Portela e Ana Laura Biella, da equipe da Fundação Neotrópica do Brasil, abrem a Semana Digital do Meio Ambiente 2020 com o debate “Conselho de Meio Ambiente e ICMS Ecológico: instrumentos de gestão ambiental”. Acompanhe a transmissão pelo link bit.ly/sedima2020

 

Semana Digital do Meio Ambiente (SEDIMA 2020) será realizada de 1 a 5 de junho em comemoração ao Dia Mundial do Meio Ambiente. Com o tema "Os cuidados com o meio ambiente não estão em quarentena", a semana terá lives diárias com gestores públicos, técnicos, profissionais e pesquisadores sobre a gestão de resíduos sólidos, atuação dos conselhos municipais de meio ambiente, ICMS ecológico, e muito mais.

 

Confira a programação completa em bit.ly/2zIuPp3. As transmissões serão realizadas pelo canal Semana Digital do Meio Ambiente 2020, no YouTube

 

A organização da Sedima é uma ação conjunta de técnicos e órgãos ambientais de 11 municípios sul-mato-grossenses (Chapadão do Sul, Deodápolis, Glória de Dourados, Rio Brilhante, Miranda, Angélica, Terenos, Bela Vista, Bataguassu, Laguna Carapã e Taquarussu), com o apoio institucional da Semagro e do Imasul.

 

Por meio do projeto "União dos Conselhos Municipais de Meio Ambiente - Mobilizando atores do corredor Miranda-Bodoquena", a Fundação Neotrópica do Brasil auxilia a criação e o fortalecimento da gestão de Conselhos Municipais de Meio Ambiente, promove capacitações sobre ICMS Ecológico para municípios de Mato Grosso do Sul, assessora gestores de municipios do estado de Mato Grosso do Sul a definirem estratégias eficientes para o gerenciamento de seus resíduos sólidos, e presta apoio técnico para a criação de Unidades de Conservação, como as Reservas Particulares do Patrimônio Natural (RPPNs).

 

O projeto "União dos Condemas" é executado pela Fundação Neotrópica com apoio do Fundo de Parceria para Ecossistemas Críticos (CEPF) e do Instituto Internacional de Educação do Brasil (IIEB).